As duas bestas de Apocalipse

 

 

Pelo livro de Daniel, ficamos conhecendo a história mundial desde os dias do cativeiro de Judá em Babilônia, até a gloriosa vinda do Messias e a implantação do Reino Milenar. Falou-nos do animal terrível e do surgimento da ponta pequena, que se levantaria contra Deus, promovendo por três tempos e meio, grande perseguição aos santos. Agora iremos saber um pouco sobre as duas bestas de Apocalipse 13, e a relação entre a besta que subiu do mar e as bestas mencionadas por Daniel.

 

 VEJA A SEMELHANÇA QUE APRESENTAVAM A BESTA DE APOCALIPSE 13:1,2 EM RELAÇÃO AOS QUATROANIMAIS VISTOS POR DANIEL

 (1) A besta em Ap 13:1, subiu do mar (nações):Daniel 7:3, os 4 animais subiram do mar;

(2) A besta em Ap 13:1, tinha sete cabeça Daniel 7:3-7, os 4 animais Juntos totalizavam sete cabeças (calcule).

(3) A besta em Ap 13:1, tinha dez chifre; 

 Daniel 7:7, o quarto tinha dez pontas;

(4) A besta em Ap 13:2, seu corpo era como o de um leopardo: Daniel 7:6, o terceiro era como um leopardo;

(5) A besta em Ap 13:2, seus pés como os da urso; Daniel 7:5, o segundo era como um urso;

(6) A besta em Ap 13:2, tinha boca como a de leão; Daniel 7:4, O primeiro animal era como um leão.

(7) A besta em Ap 13:5, 6, blasfemava: falava arrogantemente: Daniel 7:16, 20, a ponta pequena falava grandiosamente;

(8) A besta em Ap 13:7, recebeu poder para perseguir os santos a ponta pequena que saiu do quarto animal em Daniel 7:21, 25, fazia guerra e vencia aos santos;

(9) A besta de Ap 13:5, 7, perseguiu os santos por 42 meses: a ponta pequena que saiu do quarto animal em Daniel 7:21, 25, combateu os santos por 3,5 tempos.

 

 QUE VEM A SER BESTA E O QUE REPRESENTA A PONTA PEQUENA

 

Como vimos, nesta besta de Ap 13 estão resumidas as características dos quatro animais vistos por Daniel, o que significa que o Império Romano assimilou e reuniu em si particularidades de seus antecessores. Assim sendo, a besta é o Império Romano, e o papado exerceu o papel da ponta pequena, perseguindo os santos do Altíssimo.

 

VEJA COMO SE DEU A ASCENSÃO DA PONTA PEQUENA E QUE FEZ PARA FIRMAR SEU PODER

 

A união da "igreja" com o Estado, teve início com a suposta conversão de Constantino ao cristianismo. Visando manter a unidade do Império Romano, passou a se envolver com a religião, fazendo-lhe concessões. Para tal, era necessário mesclar com esta princípios do paganismo, dando origem à feroz apostasia que chegou até nossos dias. A mudança da capital de Roma para Constantinopla (Istambul, Turquia) em 330 A.D., enfraqueceu o Império, abrindo caminho ao papado.

 

QUE OUTRA PROVA TEMOS DA CONSOLIDAÇÃO DO PODER DA PONTA PEQUENA? QUE SUCEDEU COM TRÊS DAS DEZ PONTAS

Até 476, o bispo de Roma partilhava do poder com os Imperadores de Roma Ocidental. Quando houve a invasão de Odoacro, rei dos hérulos, que derribou o último dos césares. O Império se fragmentou em dez reinos menores. O poder papal, no entanto, derrotou seus opositores: hérulos em 493, vândalos em 534 e os ostrogodos entre 538-553 d.C, adquirindo mais liderança no Império Romano do Ocidente. O imperador Justiniano emitiu um decreto em 533, reconhecendo o papa de Roma como "o cabeça de todas as igrejas".

 

SEGUNDO A PROFECIA OS SANTOS SERIAM PERSEGUIDOS

 

Do ano 538 a 1798 A.D, temos um período . 1260 anos. Durante este tempo, o poder político-religioso nas mãos do líder da religião romana permitiu que este lançasse feroz e implacável perseguição contra todos os que lhe opusessem ou discordassem de seus princípios.

Note que Daniel. (7:25) Fala num período de 3,5 tempos e (Ap 13:5-7), de 42 meses, que corresponde a 1260 dias. (Ap 12:6,14) Menciona igualmente 1260 dias e 3,5 tempos, como o período em que a mulher (Igreja), permaneceria no deserto, protegida da perseguição movida pelo grande dragão vermelho. Compare este dragão (Ap 12:3), com a besta (Ap 13:1): ambos de sete cabeças e dez chifres, o que significa se tratar do mesmo poder perseguidor.

Tomando-se por base o princípio de 1 dia = 1 ano (Ez 4:6; Nm. 14:34) que pode ser aplicado em certas profecias (Exemplo: As 70 semanas de Daniel), chegamos aos 1260 anos literais. Em 1798 o papa foi aprisionado por Napoleão Bonaparte, vindo a morrer exilado em Valença, na França, no ano seguinte. Isto pôs fim ao período de supremacia papal. Vencido este período a mulher segue pregando (Ap 10:11:12:17).

 

UMA IDENTIFICAÇÃO DA SEGUNDA BESTA

"O sistema político - religioso católico romano por ser de grande envergadura mereceu "menção especial" na Bíblia Sagrada O profeta Daniel, ano 600 a.C. e João, autor do Apocalipse, ano 90 d.C. entre outros fizeram referências a Roma e sua Igreja; os teólogos exegetas em todo o mundo examinaram os textos proféticos e comparando-os com as características do Papado encontram a identidade

- O Império Romano surge nas profecias como "a primeira besta", por perseguir e destruir os Cristãos durante os anos 63-313, nesse período só havia a Igreja Cristã, o vocábulo "Católico" só surgiu no ano 381.

- Quando o Império se desintegrou no ano 476, o Papado já havia tomado forma e continuou destruindo os Cristãos não católicos! Incluindo a Inquisição que durou 500 anos, o papado exterminou mais Cristãos que todos os Imperadores juntos, por isso tornou-se nas profecias a "Segunda Besta" ou imagem da primeira bestai (ver Ap 13:14-15 e 18:24).

- O profeta Daniel e João aprisionam o Catolicismo nas suas profecias; não há nenhum outro organismo que correspondam a esses vaticínios!

Tome sua Bíblia e veja como o Estado do Vaticano se enquadra nas profecias:

 (1) Os profetas bíblicos previram um pequeno reino (ponta pequena) brotando de um reino ferido e teria caráter religioso, "Pois se assentaria no Trono de Deus". (Dn 7:7,8,11; II Ts. 2:4; Ap 13:2) - Trata-se do papado, pequeno reino religioso que surgiu no Império Romano.

 (2) Esse reino pequeno seria cruel "pois destruiria os santos do Altíssimo" (Dn 7:25)

- A história registrou que só na Idade Média, anos 500a 1.700, o papado e a "Igreja" eliminaram uns  50 milhões de Cristãos não católicos, uma média de 40 mil por ano. (Rastro de Sangue, Carol, pág. 26)

(3) O Apocalipse de João disse que esse Estado religioso teria sede numa cidade edificada sobre sete montes. (Ap 17:9).

- De fato, Roma, sede do Catolicismo está situada sobre 7 montes bem conhecidos na Itália: Quirinal, Viminal, Esquilino, Célio, Aventino, Palatino e Capitólio. O profeta acertou bem na mosca... O arcebispo S. Malaquias d'Armaggh, ano 1095, previu que a "cidade das 7 colinas será destruída e o Grande Juiz julgará o povo".

(4) A Bíblia dá uma dica aos teólogos sobre quem é a primeira e a segunda besta adiantando seu número que é 666. (Ap 13:18)

- ...Irineo, ano 130, discípulo de Policarpo que foi discípulo do apóstolo João, autor do Apocalipse, apontou para Roma como a cidade da primeira e segunda "besta". Irineo encontrou o número bíblico 666 na palavra "Latino" lateinos no original grego), como Papado leva na Crista o nome "latino" por ser chefe de uma religião latina corresponde-lhe o algarismo fatídico, 666!

Irineo tomou a palavra "lateinos" letra por letra em valores gregos (o Apocalipse foi escrito em grego) e obteve o seguinte resultado:

A letra L vale 30 + A vale 1 + T vale 300 + E vale 5 + l vale 10 + N vale 50 + 0 vale 70 + S vale 200, somando tudo temos 666, o número da primeira e da segunda besta. (Citado por Pochet Bible Handbook)

 

(5) O profeta afirmou que esse pequeno reino religioso "enganaria as nações com suas feitiçarias".  (Ap 18:23)

- Enganar com feitiçaria significa atrair e seduzir pessoas com ritos e cerimônias artificiais, simulando poderes para dominar.

- O Clero católico não faz outra coisa! Atribuem poderes às imagens, aos amuletos, aos bentinhos, ao escapulário, à água benta, aos ramos bentos, valorizam as velas acesas, as cinzas na testa, criaram o purgatório, o limbo, tudo muito estranho nas Escrituras Sagradas! - Farto material de feitiçaria com os quais o Catolicismo vem "enganando as nações".

Esse pequeno Estado Religioso que saiu do Império Romano e destruiu milhões de Cristãos, situado numa cidade de sete colinas, enquadrado no número 666 e enganando as nações com feitiçarias é o Vaticano! Irineo estava certo ao apontar para Roma, cidade da primeira e da segunda besta!

NOTA: Além do Catolicismo enganar as nações com as feitiçarias mencionadas acima, também engana com doutrinas como, trindade, domingo, alma imortal, morada no Céu e tantos outros ensinos que em nada têm a ver com a Bíblia Sagrada!

“Sai dela povo meu para que não sejas participante de seus pecados, para que não incorras nas suas pragas" (Ap 18:4) (Fonte: Documentário Estado do Vaticano pág. 20).

 

 

www.igrejadedeus.org

(67) 4141-1717

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!